terça-feira, 7 de agosto de 2012

DESASSOSSEGO


DESASSOSSEGO

A  minha volta reina uma quietude!
Tudo é silêncio na  madrugada!
O escuro, as sombras, o vento que murmura
e  minha voz num apelo mudo, rouco
chama por você!

Alma em desassossego,
corpo em chamas , queima!
A paixão exige, ,insiste!
Preciso de você!

Ausência, distância, o medo!
O resto é solidão!
 Busco seu rosto, seu calor,
o aconchego do seu corpo...
Só encontro o vazio, e
minha respiração!

Anseios que não comando,
desejos que consomem,
busco na solidão o prazer,
e na minha imaginação
só existe você!

heloisa crosio
agosto 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário